Banner

Atendimento Online

Receba um resumo das notícias por e-mail
Área de Download
Mostrar Cesto
O seu Cesto encontra-se vazio no momento.

Cálculo de IMC

Calculadora IMC
Peso: kgs
Altura: m cm
O ovo, por ser fonte de colesterol, deve ser evitado?

 

Quem pensa que o ovo deve ser evitado por ser fonte expressiva de colesterol na dieta, está enganado. Estudos têm demonstrado que o consumo de ovo não aumenta o colesterol do organismo. Pelo contrário, por ser fonte de colina e ácidos graxos poliinsaturados, o seu consumo auxilia na redução do colesterol. Vale ressaltar que o colesterol é um nutriente fundamental na síntese de hormônios sexuais e esteróides, além de ser precursor da produção de vitamina D e necessário para formação da bile. O consumo de gordura saturada e trans, quando pensamos em desequilíbrio do metabolismo do colesterol, são os vilões que devem ser evitados. Por isso, como estratégica para garantir uma alimentação equilibrada, o ovo deve fazer, sim, parte do cardápio.     

É importante que, já na vida intra-uterina, o feto se beneficie dos nutrientes do ovo através da alimentação da mãe. A colina, presente na gema do ovo, auxilia na formação do sistema nervoso central do bebê, além de ser um nutriente essencial para memória, aprendizado e clareza mental. Sendo assim, o seu consumo deve ser incentivado e cultivado em toda a fase escolar. O ovo também é fonte de proteínas, vitaminas: E, A, D, K, b12, ácido fólico; luteína e zeaxantina.

Na hora da compra, é importante escolher os ovos que estiverem limpos, com a casca integra e sem presença de rachaduras. A prioridade deve ser sempre para o ovo caipira e, se possível, orgânico.

Para introduzir no cardápio, pode ser na forma de um delicioso ovo mexido com torradas integrais para o café da manhã ou cozido na água com casca para levar de lanche.

Como opção de prato único e completo, que pode ser consumido tanto no almoço quanto no jantar, separei uma receita saudável e saborosa que leva ovo na sua elaboração.

Cuscus de atum com quinua

1 Cebola

4 dentes de alho

1 Cenoura

1 xícara de milho

1 xícara  de ervilha

1 colher de chá de sal marinho

4 colheres de sopa de azeite de oliva extra-virgem

Cheiro verde a gosto

1 xícara  de quínua em grão

200ml de molho de tomate

150g de atum cozido

4 colheres de sopa de azeitona sem caroço

2 xícaras de farinha de milho em flocos

1 ovo caipira

50ml de água

Modo de preparo: Cozinhe o atum e reserve. Cozinhe o ovo por 5 minutos e reserve. Aqueça 1 colher de azeite em uma panela e refogue o alho e a cebola até dourar. Acrescente a cenoura ralada, o molho de tomate, a água, o sal e a quínua. Tampe a panela e deixe cozinhar por 10 minutos. Acrescente o milho, a ervilha, as azeitonas picadas e o atum desfiado grosseiramente. Mexa até que o molho volte a ferver. Acrescente, aos poucos, a farinha de milho, em fogo baixo, mexendo bem para que a farinha envolva todo o molho. Desligue o fogo, acrescente o restante do azeite de oliva, a salsinha e a cebolinha e mexa até misturar todos os ingredientes. Unte uma pudinheira grande com azeite de oliva. Coloque uma camada fina do cuscus no fundo, disponha os ovos cortados em fatias grossas (4) na lateral da forma. Coloque o restante do cuscus, amassando bem com uma colher.  Desenforme imediatamente. Decore com ramos de salsinha.

Por Marcela Risi Descio - Nutricionista