Banner

Atendimento Online

Receba um resumo das notícias por e-mail
Área de Download
Mostrar Cesto
O seu Cesto encontra-se vazio no momento.

Cálculo de IMC

Calculadora IMC
Peso: kgs
Altura: m cm
Cuidados essenciais com os cabelos

Temos cerca de cem mil cabelos que crescem doze centímetros por ano, durante cinco anos; depois caem e são substituídos por outros. Todo este processo é permanente e a cada instante temos cabelos no fim do ciclo de vida prestes a cair e cabelos jovens que acabam de nascer. Percebe-se que existe um ciclo que necessita de um bom estado geral do organismo para que esta substituição se realize naturalmente.

Tal como as plantas também os cabelos para crescer têm necessidade de nutrientes. Ao estar implantado no couro cabeludo, este tem na base uma intumescência a que se chama bulbo que pode ser considerada como a raiz do cabelo; na qual se produz o crescimento ativo.

Toda a alimentação a este bulbo faz-se através de uma rede de micro capilares, estes podem ser obstruídos por depósitos de gordura se a alimentação for desequilibrada. É assim indispensável uma alimentação equilibrada e composta por nutrientes minerais e vitamínicos. Sob a pele, próximo do orifício de onde sai o cabelo encontra-se uma pequena glândula chamada glândula sebácea, esta tem um papel muito importante na lubrificação do cabelo mantendo-o com brilho.

O mau funcionamento das glândulas sebáceas vai fazer com que os cabelos se tornem ou excessivamente secos ou oleosos. Resolver este mau funcionamento consegue-se através de medidas externas e internas. O cabelo na parte externa visível é formado por um longo cilindro afilado. Tem a superfície externa coberta por escamas ou lamelas que se encaixam umas nas outras, estando o rebordo de cada lamela orientado para a ponta do cabelo.

A esta camada externa chama-se cutícula.

Esta cutícula é constituída por proteínas, muito rica em aminoácidos sulfurados que asseguram a coesão das várias lamelas, tendo assim um papel de proteção da estrutura interna do cabelo.

Sob a cutícula encontra-se o córtex formado por queratina responsável pela rigidez, flexibilidade e suavidade dos cabelos. A queratina apresenta-se sob a forma de microfibrilhas helicoidais sendo mantidas por uma espécie de cimento formado por silício na forma coloidal.

Apesar de existir uma renovação através do ciclo natural de vida do cabelo, por vezes podemos perder mais cabelos do que aqueles que nascem o que pode acontecer por várias circunstâncias.

Nas pessoas anêmicas ou fatigadas é necessário estabilizar a alimentação do bulbo através de uma dieta equilibrada e uma ingestão de suplementos alimentares que irão corrigir as deficiências.

Nos homens a calvície tem um caráter hereditário, no entanto é possível fornecer ao organismo os fatores biológicos essenciais para estimular o nascimento de novos cabelos.

As mulheres devido a alterações hormonais podem perder cabelos em excesso, assim após a gravidez ou quando há interrupção na toma de anticoncepcionais é conveniente utilizar suplementos alimentares que facilitem o crescimento do cabelo.

São várias as causas que provocam a queda do cabelo, há que combater o stresse e as carências alimentares que enfraquecem o organismo.

Cada glândula sebácea que se encontra junto do cabelo secreta um líquido oleoso designado por sebo.

Este tem como função lubrificar o cabelo, proteger a cutícula e tornar saudável o couro cabeludo.

Um excesso de sebo torna os cabelos difíceis de pentear, apresentam-se em mechas espessas, sendo conhecidas algumas causas para esta situação.

O estresse, a fadiga, carências e excessos alimentares conduzem a desequilíbrios hormonais que perturbam o metabolismo e desregulam o funcionamento da glândula sebácea e o bulbo capilar.

A utilização freqüente de shampoo que irritam o couro cabeludo e o secam, provocam uma estimulação reflexa das glândulas sebáceas que secretam então uma quantidade maior de sebo. Assim este excesso leva a novas lavagens irritantes e entra-se num ciclo vicioso surgem assim os cabelos oleosos.

Para combater a oleosidade ou seborréia do cabelo a modificação do regime alimentar, o espaçamento das lavagens com shampoo que deve ser suave, o repouso, o relaxamento e a descontração assim como a utilização de loções específicas para este tipo de cabelos, são fatores que ajudam a solucionar o problema.

A caspa é o resultado de descamação do couro cabeludo. Esta descamação surge devido à proliferação de microorganismos como bactérias, fungos e leveduras que se desenvolvem por encontrarem as condições ideais, ou seja, um couro cabeludo enfraquecido e com excesso de sebo.

A única solução consiste em melhorar o estado do couro cabeludo através de um shampoo ultra suave e de uma loção e, sobretudo um suplemento alimentar adequado.

Os cabelos frágeis, quebradiços e ásperos podem ser originados por fatores externos como a poluição atmosférica, o excesso de sol e o cloro das piscinas, ou os cuidados estéticos que por vezes tratam mal o cabelo alterando a cutícula de proteção e a queratina. Um desequilíbrio alimentar pode originar também cabelos sem brilho.

A utilização de suplementos alimentares que forneçam ácidos graxos essenciais, vitaminas e minerais que dêem força aos cabelos; com aminoácidos naturalmente presentes na queratina e oligoelementos que reforcem a queratina assim como o metabolismo do bulbo capilar; ajuda a melhorar e resolver os principais problemas capilares.

 

Por Lizandra Lúcio - Nutricionista